Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

Clique aqui para editar.

      Clique aqui para editar.

      Título Escolas com novo modelo de tempo integral oferecerão aula de negócios aos alunos Segunda, 24 Fevereiro 2014 16:27 Fonte:  Secretaria de Educação do Estado de São Paulo

      24 FEV 2014
      24 de Fevereiro de 2014

      A Educação, em parceria com o Sebrae-SP, vai levar "aula de negócios" às escolas que este ano aderiram ao Novo Modelo de Tempo Integral. Os professores que lecionam nas 75 novas unidades que oferecem Ensino Médio serão capacitados com o tema "empreendedorismo" para oferecer o curso aos estudantes em foram de uma disciplina eletiva.

      O objetivo é que os docentes adquiram o conhecimento para despertar nos alunos o interesse pelo mundo dos negócios, de forma a colaborar com o Projeto de Vida, foco que é um dos diferenciais das novas escolas de tempo integral.

      "A parceria é de extrema importância porque nosso objetivo é a formação integral do aluno, sempre alinhada ao projeto de vida que ele desenvolve enquanto estuda, com apoio e incentivo dos professores e diretores", afirma o secretário da Educação, professor Herman Voorwald.

      Nas unidades que já oferecem o modelo desde 2012 e 2013 os educadores já passaram por formação para lecionar a disciplina.

      Segundo Bruno Caetano, diretor-superintendente do Sebrae-SP, a ação fortalece o espírito empreendedor. “Queremos incentivar os alunos a buscarem uma nova forma de inserção no mercado de trabalho com a criação dos próprios negócios”, completa.

      Formação

      O curso de Educação Empreendedora para os professores ocorre a partir desta semana na Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Professores (EFAP) da Secretaria da Educação do Estado, pioneira na oferta de cursos para quem leciona.

      Na EFAP são elaborados e desenvolvidos os cursos e os programas que aprimoram a formação de quem tem como ofício atuar no dia a dia de mais de 4 milhões de estudantes. Ano passado, 243.491 educadores se matricularam em cursos da Escola de Formação.

      Voltar